Mãe e esposa, aluna de Artes Visuais busca EAD para voltar a estudar

Ana, os três filhos e o marido em Salvador/BA

Depois de 10 anos, um casamento e três filhos, Ana Maria Gomes, recém-formada em Artes Visuais na EAD UNITAU, decidiu ser estudante de novo. Inclinada às artes e ao ensino, ela ganhou o curso de presente para buscar uma vaga no mercado de trabalho.

Volta às aulas

Ana cursou técnico em Teatro na Escola de Artes Maestro Fêgo Camargo durante o ensino médio. Na faculdade, escolheu Publicidade e Propaganda. Mesmo com os dois diplomas, ela abdicou da vida profissional para cuidar da família, até receber o presente do marido. “A volta ao estudo foi bem engraçada e complicada, eu tinha me entregado à vida de dona de casa, não estava atenta à tecnologia”, conta.

Adaptação

Por ter ficado longe da rotina de estudo por um tempo, a volta exigiu uma nova postura. “Confesso que precisou existir outra pessoa, com disciplina, com força de vontade”, admite. “Isso quebrou aquele preconceito com a EAD. O esforço é bem grande, é preciso ir além, ser mais pesquisador, mais curioso”.

Uma vez familiarizada com a nova maneira de estudar e estabilizada no curso, Ana reconheceu a vitória. “Foi uma superação em todos os sentidos: como dona de casa, como mãe, como pessoa, como uma turista na tecnologia, como pesquisadora, como curiosa dos movimentos artísticos”.

Conhecimento que transforma

Além da tecnologia, Ana precisou se acostumar com o novo papel que passou a exercer na família. “Parecia que a obrigação de ser mãe e dona de casa partia de mim, então a ficha foi caindo aos poucos”. E logo ela percebeu a diferença em casa. “Eu descobri que era possível e vi o quanto isso contribuiu, inclusive, para a educação dos meus filhos”.

Com a faculdade, a publicitária passou a se comunicar melhor com as crianças, com o marido e com o mundo. “Você começa a ter contato e sua visão começa a ficar mais aberta, você fica mais ligada nas coisas que acontecem”, comenta. “Eu tenho amigas que me perguntavam como eu tive coragem, mas depois viram que é libertador, conhecimento é libertador”.

Artes Visuais na EAD UNITAU

Em retrospectiva, Ana é feliz em recordar as experiências que teve no curso. “Eu vivenciei cada minuto de tudo que eu fiz. Valeu a pena fazer cada coisa que pediram no curso e sempre ir um pouco além nas atividades”.

A flexibilidade dos horários de estudo ajudou a estudante, principalmente quando teve que trabalhar no comércio. “Eu voltei a trabalhar das 9h às 18h. Muitas vezes, eu só tinha tempo de madrugada e era nessa hora que eu estudava”.

Mesmo antes de formada, Ana já via resultados de seu esforço. “Durante o curso, eu consegui passar em diversos processos seletivos da região, em uma classificação boa”. E agora se prepara para o próximo passo: “entrar em uma escola como professora”.

 

Marina Lima

Assessoria de Imprensa – EPTS/UNITAU